domingo, 4 de novembro de 2012

Cenas

Enquanto me despedia
Eu ficava imaginando
Eu a ela tava cheirando
Com meu peito em euforia
Tanto mais eu lhe queria
Mais tava distante dela
E acabou batendo aquela
Saudade do meu terreiro
Eu fiquei sentindo o cheiro
Do cheiro que não dei nela

Estava longe, distante
Com o meu olhar plangente
Da vontade que se sente
E não se segue adiante
De repente num rompante
Eu senti saudade dela
E numa cena tão bela
À sombra do umbuzeiro
Eu fiquei sentindo o cheiro
do cheiro que não dei nela

Na primeira ligação
Lá pelo mês de setembro
Cada instante eu inda lembro
Por sentir meu coração
Aumentando a pulsação
Sentindo saudade dela
Mandei um cheiro pra ela
Nesse contato primeiro
E fiquei sentindo o cheiro
Do cheiro que não dei nela

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...