terça-feira, 27 de novembro de 2012

A vida sem poesia Seria uma coisa errada*

A vida sem poesia
Seria uma coisa errada*

Viver seria inconstante
Menos belo, menos rico
Sem ler as letras de Chico,
A poesia de Dante
Sem o verso angustiante
De Florbela apaixonada
Sem a rima (não rimada)
De Drummond e companhia.
A VIDA SEM POESIA
SERIA UMA COISA ERRADA.

Sem Dostoiévski e Pessoa,
E sem os quadros de Frida
A vida seria vida
Mas, seria menos boa
Sem fado a linda Lisboa
Seria menos amada
Sem um samba de latada
O Rio, como seria?
A VIDA SEM POESIA
SERIA UMA COISA ERRADA

Viver seria pesado
Sem cor e quase infeliz
Sem um baião de Luiz,
Um romance de Amado
Sem a obra do aleijado
Em Minas perpetuada
Sem a música não falada
Que Vila Lobos fazia
A VIDA SEM POESIA
SERIA UMA COISA ERRADA

Paraíba, o Cariri
Seria um triste recinto
Sem ter Severino Pinto,
Maior poeta que ouvi.
Se Zé de Cazuza, ali
Não fixasse morada.
Mente privilegiada
Para arquivar cantoria.
A VIDA SEM POESIA
SERIA UMA COISA ERRADA

Que dizer do Pajeú?
Sem Rogaciano e Jó
Sem o charme de Filó,
E os versos de Xudú
Sem Catôta, Zé Lulú
E sem ouvir "A estrada"
Na cadência ritmada
E doce da voz de Bia
A VIDA SEM POESIA
SERIA UMA COISA ERRADA.

* Mote meu, adaptado de uma célebre frase de Nietzsche "O mundo sem a música seria um erro" Versos também meus.

Poeta Pe. Brás.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...