quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Joia rara

Parece dois diamantes
Brilhando igualmente a lua
Quando os encontro na rua
Noto eles radiantes
Vou lembrando dos instantes
Que você me olhou sorrindo
Eram flores se abrindo
Em seus olhos acastanhados
Vi dois brilhantes cravados
Num rosto moreno e lindo.

Uma joia rara, garimpada numa mina de poesia pela poetisa Lucélia Santos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...