segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Em campanha

Nossa poesia sertaneja nordestina é também palco para críticas inteligentes e precisas em forma de versos, como este da poetisa Thyelle Dias.

Chegam todos decentes, pueris,
Ostentando na face, hipocrisia
Escondendo por trás dos seus perfis,
O talento para a dramaturgia.

Chegam todos tal qual uns varonis,
Numa marcha pela democracia.
Com sorrisos e gestos tão gentis,
Pra atingir, desta forma, a maioria.

Sempre chegam, de quatro em quatro anos.
Na campanha são todos puritanos,
Guardiões da moral e dos direitos.

Mas depois que se vão as eleições,
Os sorrisos e as boas intenções,
Sempre acabam depois que são eleitos.

Poetisa Thyelle Dias

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...