sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Assovio ao vento..

E me senti harmonia
Com as forças do universo
Pensei fazê-las um verso
Imaginando poesia

De quando tudo eu sentia
Fazer sentido, e fazia
Do vento a melodia
Pra alegrar o meu dia

Falava com os passarinhos
O defensor de seus ninhos
Correndo redemoinhos
Era feliz de verdade

Mudou-se então pra cidade
E a natureza não o obedece
Que quando a gente cresce
Tudo que resta é saudade

Dia desses novamente
Visitei o meu lugar
Conversei com a natureza
Pra ela me perdoar

Assoviei para o vento
Pensei naquele momento
Um recado te mandar

Que ventos vindo do norte
Diz do amor, diz da sorte
De nós dois se encontrar.

Pedro Torres


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...