sexta-feira, 15 de junho de 2012

Musa

Pela força do vento que me move
Pela graça da noite e do dia
Pelo dom de poesia que comove
Pela força da fé de uma criança
E o carinho que nos dá mais alegria
Te peço, do tempo não te escondas.

Põe uma flor no cabelo e vai..
Uma papoula vermelha, vai..
Para encher minha vida de esperança, e vai!
Sorri teu sorriso lindo
De canto de boca, vai!..

Pensas que não te vejo,
Mas te vejo sem te ver.
Põe, pois, teu vestido branco,
Esclarece as incertezas, e fita
O ponto de luz na nuvem cinza,
De pingos de chuva na fazenda...
Sente o cheiro do ambiente, e
Mira estrelinhas no céu.
E, com teus olhinhos de mel,
Não te escondas do tempo, e vai!...

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...