quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Sorrir e Cantar

Quando falas porque vivo sorrindo
Falas também por viver cantando
Se a vida é bela e se este mundo é lindo
Não há razão para eu viver chorando

Cantar é sempre o que a fazer eu ando
Sorrir é sempre meu prazer infíndo
Se canto e rio, é porque vivo amando
Se amo e canto, é por que vivo rindo.

Se o pranto morre quando nasce o canto
Eu canto e rio pra matar o pranto
E gosto muito de quem canta e rí

Logo bem vês por estes dotes meus
Que quando canto estou pensando em Deus
E quando rio estou pensando em tí.

Poeta Rogaciano Leite, em Carne e Alma

3 comentários:

  1. Muito bons: o poema e o blog. Parabéns e abraço
    Regina
    www.livroerrnte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Visitei teu blog, livroerrante, muito bacana.

    Sucesso no TopBlog 2011 categoria Literatura!

    Abraço,

    Pedro Torres

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Passei para lhe deixar um abraço, desejando excelente natal.felicidades.
    Regina
    www.livroerrante.blogspot.com

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...