quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Ventos de outono


Já sinto os ventos morosos
Da chegada do outono,
Folhas caindo do galho
Contra a vontade do dono
Vão aquecer as raizes
... Pra árvore pegar no sono.
 
Outra oubra prima do Padroeta Brás Costa
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...