sábado, 26 de dezembro de 2009

Tem poder na natureza...

A brisa esconde nela
Junto o vôo do beija flor
E os versos do cantador
Que inspiram a coisa bela
Há quem pinta uma aquarela
Com as cores da pureza
E entoando uma beleza
Nas estrofes de cancão
Os sábios de coração
Tem poder na natureza

E entoando a canção
Num vôo de passarinho
O tempo tece seu linho
Quando acaba o verão
Os sábios de coração
Não precisam de riqueza
Verdade posta na mesa
Isso é sabedoria
Um grande sábio nos guia
Com o poder da Natureza

Os sábios de coração
Quando em mesma sintonia
Hoje o sábio que nos guia
No amanhã guiados estão
E com um linho em sua mão
Vão tecendo sua franqueza
Contornando sua grandeza
De que vale idolatria?
Se quem tem sabedoria
Tem poder na natureza

Galdêncio Neto/Maviael Melo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...