terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Metades

Se nao soubesse o teu nome
Perguntaria ao vento
Pra compor a melodia
Do meu pensamento.

E sentiria teu cheiro
Nas flores da primavera
Aumentando mais a dor
Dessa longa espera.

Voar nas asas do sonho
E ver o ANJO a bailar
Lembrar do elo perdido
Expulsar do peito a dor sem lamentar.

Mas nao consigo enxergar
A vida sem tua presença.
Descortinar, a insensatez do destino
E descobrir as marcas do nosso passado

Vou embarcar solitário
No vagao do imaginário.
A viajar pelas estradas do tempo
E procurar pelo poeta; metades

Poeta Josimar Matos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...