terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Eu

Mergulhei nos sargaços da vida,
Mas não tive retorno, só ida.
Embriaguei as palavras no mel,
Recebendo a desgosto o fel.

Fiz dos sonhos intensa labuta,
Mas não adiantou tanta luta.
Tão somente percebi teu véu,
Pois choravas vagando ao léu.

Entreguei minha vida no todo,
Afoguei as lágrimas no lodo.
Dialoguei com deuses e fui profeta,
Descobri eu nada sou, nem poeta.

Poeta Josimar Matos
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...