terça-feira, 15 de setembro de 2009

Novas flores

Embora eu pudesse anular todas as lembranças daquele momento em que vivi, elas insistem em aparecer.
Assim acredito na força de Deus.
Força suprema que me faz relembrar todos os momentos que penso em tirar da cabeça...
O amor é algo que se planta, que se colhe...
Uma flor foi plantada, cultivada, regada e murchou, mas mesmo murcha, podemos guardá-la dentro do mais precioso livro e toda vez que abri-lo, lembrará de como a plantou, como a regou, como teve cuidados, de todos os passos que a fizeram murchar.
Ela vai estar sempre ali, independente dos anos.
Novas flores surgirão.
Bem mais belas, mais coloridas, mais agradáveis vistas aos nossos olhos, mas aquela murcha sempre lhe trará a melhor lembrança: da primeira flor cultivada, com a nossa mais força de viver.

Lays Silva
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...