sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Um só teto

Só te tenho
Porque fui sempre sua
Te retrato quando me expresso ao ponto
Mau passado, em branco
Te garanto refúgio
Te dou abrigo certo!

Desalmados de perto,
Destino incerto
Tão longe a se cantar
de perto, só olhar...

Encanto de traços,
Conhecidos laços
Que desatam os nós
Que em nós estão a engasgar!

Fernanda Arruda
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...