domingo, 2 de agosto de 2009

Um repente de Valdir Teles...

Valdir Teles, cantando ontem, 01/08/09, com Geraldo Amãncio no Sítio Grossos, de São José do Egito, no tema: MINHA INFÂNCIA NO SERTÃO, saiu-se com essa obra prima:

Pai vinha de São José
Com uma bolsa na mão
Minha mãe abria a bolsa
Me dava a banda de um pão
Porque se desse o pão todo
Faltava pro meu irmão

Poeta Valdir Teles

Enviado para mim pelo Poeta Glaubênio Teles, filho do cantador de viola repentista, hoje fincado no Estado do Pará, donde lhe esmaga o coração a saudade de sua terrinha.

Muito obrigado poeta, pela generosidade com que nos presenteias com essa obra prima do mestre da cantoria de viola nordestina que é o teu pai Valdir Teles.

És poeta que honra a verve desse aedo, daí distante, abrindo veredas sem medo.

Parabéns e que Deus te ilumine, guarde e guie divinamente!

Pedro Torres

Um comentário:

  1. Pai vinha de São José
    Com uma bolsa na mão
    Minha mãe abria a bolsa
    Me dava a banda de um pão
    Porque se desse o pão todo
    Faltava pro meu irmão

    Poeta Valdir Teles, isso é poesia pura, parabéns pela postagem,
    boa semana,
    Efigênia Coutinho

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...