quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Pombo Correio - Sebastião Dias

Pra você segunda-feira
Eu servirei de correio
Quem tiver cartas escreva
Que levo um malote cheio
Com lágrimas de quem não foi
E lembranças de quem não veio

Sebastião Dias

2 comentários:

  1. VALEU POETA
    !

    sou amigo de GLAUBÊNIO

    e divulgador da nossa arte!

    ResponderExcluir
  2. Glaubênio, irmão de fé.

    Perdi um padrinho de pia poeta, Manoel Filó, que é um segundo pai, ganhei um outro padrinho poeta, Valdir Teles, sendo assim, a santíssima trindade, Mariana, Glaubênio e Galderise (Alencar), são irmãos meus.

    Esse poema aí, do meu querido Sebastião Dias, veio do quengo do meu pai, Pedro Tunú.

    Como to indo pra São Paulo, vou dar uma recheada aqui de uns versinhos de saudade dos bons.

    Abraço poeta,

    Pedro Torres.

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...