segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Eu Tenho Medo

Eu Tenho Medo

Me envergonho em dizer, mas tenho medo
Medo esse de amar-te loucamente
De jurar-te um amor eternamente
E depois não saber pra quem jurei
Tenho medo sim, medo de mim mesmo
De me iludir e caminhar a esmo
Sendo rejeitado por quem tanto amei
Tenho medo de amar o inexistente
E que você seja mais uma ilusão
Um produto irreal de ficção
Projetado na mente de um poeta.
Perdi o controle Ó querubim!
Pois essa dúvida que brotou em mim
Me angustia e me desconcerta
Se quiseres esnoba essa paixão
Põe em dúvida também minha existência
Mas coloca tua mão na consciência
Para não nos causar inda mais dor
Duvida sim, do meu eu, do meu falar...
Só não ouse jamais a duvidar
Algum dia se quer do meu AMOR!

Welton Melo
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...