sexta-feira, 24 de julho de 2009

Novos Tempos

Às vezes
É o mundo todo .
Às vezes eu sozinha faço sentido
E navego em mares de águas d'antes revoltas...
E me equilibro, entre desafios
De um recordar errante...
Ou de um pensamento proposital, quem sabe?
E posso até chorar, também, às vezes..
Elucidar minhas incertezas.
Distante de mim,
Perto de ti...
Uma busca constante
De compreender-se
E ao mundo,
Às pessoas,
O que falam, e até
Satirizo às vezes e
Acho graça, mas
Ofereço o melhor de mim.
Ainda assim,
Uma poesia, um pensamento bom,
Uma idéia qualquer...
Um sorriso,
Ou quatro...
E só aqui me econtro
Em teus braços
Abraços, soluços,
Olhares e então
Renasço!

Pedro Torres
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Direito à Réplica Poética...