quarta-feira, 8 de julho de 2009

Estranheza

Eu escrevi uma coisa assim ontem,
Falando desse tipo de paixão,
Escrevi no meu diário:
Que sinto saudade de uma paixão
De alguma coisa que me tire do sério.
Que me tire do chão,
Que me tire o fôlego,
Que me deixe pensando dia e noite, noite e dia
E que eu saiba e sinta que é recíproco.
Porque amar sozinha já não cola mais...

Bruna Nunes

2 comentários:

  1. Que coisa seu maluco. Isso num é canto de colocar coisas feias ditas por mim. rs Só tu mesmo. abraços

    Bruna Nunes

    ResponderExcluir
  2. Salve!

    Ave Bruna, assim tu me mata de vergonha...

    Se o que tu escreves é feio, eu tenho que me esconder assim como sol, para dar lugar à lua a fim de emprestar-lhe a sua luz...

    Acho que é por isso que somos tão 'aluados', poeta!

    Fica bem

    Pedro Torres

    ResponderExcluir

Direito à Réplica Poética...